sábado, 23 de agosto de 2008

Falando de PAZ...

Fala rapaziada tenho tado meio atrapalhado ai, por isso fiquei um tempinho sem escrever nada aqui, mas as coisas continuam acontecendo ai né!
Estamos vendo ai mais uma guerra lá no outro lado do mundo da Georgia com a Russia por causa do territorio da Otisséia do Sul, a corrupão continua a rolar solta no congresso nacional até a simples camaras de vereadores, principalmente agora em época de propaganda eleitoral, é época de eleição rapazaziada, temos que escolher dos piores o melhor, infelizmente, no Rio De Janeiro a guerra civil entre policia e o trafico de drogas continua, a paz continua sendo molestada! A agressão ao proprio irmão é coisa mais comum de se ver hoje em dia, e o agredido retribui com mai agressão, e isso tudo vira uma bola de neve, enquanto um não da um basta nisso perdoando o agressor as coisas vão piorando muito, e os sintomas estão sendo vistos por todos nós, é desvio de dinheiro aqui, assauto e assasinato acola, a parada é que todos conhecem aquela frase "violência só gera violência", mas preferimos ficar nessa bola de neve.
QUEM QUER PAZ NÃO ESPANDE A GUERRA.
NÃO REVIDAR O MAL PELO MAL É CORAGEM DE SE FAZER O BEM!
É só todos nó sabermos que todos nossos atos sendo bem ou mal são como um bumerang, tudo que façamos hoje volta amanha, se você joga junto com seu bumerang maldade você terá em breve maldade, mas se você joga bondade você tera bondade, é assim que funciona, faça ao seu próximo tudo aquilo que gostaria de se feito a você mesmo como já disse o Mestre.
Ai rapaziada estou disponibilizando ai a música Pacifistas e letra do grupo Contra Fluxo, onde está música fala bastante do que estamos falando aqui, sobre PAZ, vale a pena ouvir está música, muito boa e o conteúdo nem se fala. É isso ai, Curtam a música e cultivem a paz para colher o amor!
valeu!


Se é pra falar de paz?
Contra-fluxo na contramão da depressão
Driblando contra tempos em busca de ascensão
Disperso a paz em conjunto em versus adjuntos
Transmissão de informação sobre diversos assuntos
É triste ver quem enciste na tolice sempre erra
Nessa terra, quem quer paz não expande a guerra
Seja qual for o motivo não deve espalhar o ódio
Embora muitos o fazem a fim de subir ao podium
Mostram que não tava sumido e sim apenas escondido
Em meio a lama que nos cerca e que nos deixa dividido
Vejo a face da derrota que em seu rosto esta expresso
Ao ver o triunfo de quem você negou acesso
Por que? se simplesmente buscamos cantar a paz
Agora baixa a sua bola nossa filme ta em cartaz
Por tempo indeterminado por mc's determinados
Conforme anunciado falsos serão exterminados
Sem confrontos a paz se instala e aqui fica
Com calma, plenitude a alma que se aplica
Hip hop, sua força por nos se intensifica
Contra-fluxo, rima que purifica e pacifica
Sem confrontos a paz se instala e aqui fica
Com calma, plenitude a alma que se aplica
Hip hop, sua força por nos se intensifica
Contra-fluxo, rima que purifica e pacifica
Quando a paz em forma de canção atinge o coração
E junta os cacos pelos solo quando o verso vem a tona
Inverso ao manifesto pego a paz e descabo na sua escuta
E to na lucidez na luta e sigo franco desbanco na idéia
E do tamanco nego desce pois não desmerece o time
Quando escuta pedi bis só pra que eu rime se emocione
Se redime com a calma que esprimi a poesia
E é com alma que eu imprimo a sinfonia
Esse é o inicio de nossa supremacia
Causa euforia e da sua carta de alforria
Eu sou autor, compositor, libertador, fui eu quem libertou a dor
Causando a purificação da sua carcaça contra a banalização devassa
Água mole em pedra dura tanto bate até que fura
E na sua cuca intensifica e justifica o nosso tema
Quando a paz aqui se aplica glorifica o nosso lema
Positividades estrema como uma força suprema
Põe um fim ao seu dilema só pra aquele que blasfema
Sinta a força genuína, a força genuína dum poema
Sem confrontos a paz se instala e aqui fica
Com calma, plenitude a alma que se aplica
Hip hop, sua força por nos se intensifica
Contra-fluxo, rima que purifica e pacifica
Sem confrontos a paz se instala e aqui fica
Com calma, plenitude a alma que se aplica
Hip hop, sua força por nos se intensifica
Contra-fluxo, rima que purifica e pacifica
Rimei a caos urbano a vida continua em sentido natural
Pouco sabe-se sobre existência alem da vida onde é claro normal
Seria se nesse momento o intelecto entrasse em conflito
Despersamente em meio a massa calada raramente se escuta o que é dito
Acredito faço seria se abster de tudo e não se preocupar com nada
Questões são postas a prova inclusive o rumo da nossa jornada
Camufladas razões ainda bem que se torne diariamente esquecido
Pouco se valoriza as boas ações, inclusive gestos amigo
A mente acusado do leigo atonitamente brada as quatro cantos suas limitações
Ao som de minha obra ele se desdobra em formar que tem uma mente limitada
E não percebe minhas reais intenções
Freqüentemente sou questionado se estou vivendo na brisa
Ou minha sanidade está ancorada no mar intenso de limitações,
Perceba de quanto amor você na vida precisa lugar onde na exista as reais reações
A vista ofuscada do homem sempre tem momentos de perturbação
Desligado da matéria o espírito é a única salvação
Sem confrontos a paz se instala e aqui fica
Com calma, plenitude a alma que se aplica
Hip hop, sua força por nos se intensifica
Contra-fluxo, rima que purifica e pacifica
Sem confrontos a paz se instala e aqui fica
Com calma, plenitude a alma que se aplica
Hip hop, sua força por nos se intensifica
Contra-fluxo, rima que purifica e pacifica

http://rapidshare.com/files/139619220/Contra_Fluxo_-_Pacifistas.mp3

Um comentário:

R@finh@ disse...

gosteiiii
legall!
nota 1000